MINI-TAPE

Tracklist

1. Aurora

2. Cama Fria

3. Ser o Mini

4. Ya, Ya Bitch

5. Focado

Available On

About Album

Mini-Tape, Mini Sar

2021, 15 Min

 

Aurora

Cama Fria

Ser o Mini

Ya, ya bitch

Focado

 

Após o lançamento do videoclip Ser o Mini, temos o orgulho de apresentar o primeiro  EP editado pela Mil Suave: Mini-Tape, do Mini Sar.

Em 5 temas originais, o EP conta uma estória sobre a perda da ingenuidade amorosa, num take íntimo e introspectivo ao trap.

Desperta-se com a Aurora,  onde flow e autotune marotos trazem energia alegre, que nos faz dançar sem remorsos do passado ou receios do futuro.

Cama Fria bate como uma perda inesperada. Um beat frio e um cantar triste embalam-nos no confronto com a dor da ausência.

  Ser o Mini  é a justaposição da dualidade do rapper, na letra e no flow. O confronto entre os problemas e as vantagens em aceitarmos as nossas falhas.

Ya, Ya bitch é a celebração da negação. Um refrão intrusivo e dicas gélidas ecoam em quem já confundiu o rancor com a resolução.

Focado encerra o EP numa sonoridade mais nua, com beat Lo-fi de guitarra acústica e um flow mais íntimo. É uma confissão profética de quem ainda não alcançou mas sabe o caminho.

O EP foi gravado e masterizado pelo Rabu Mazda, nos Estúdios da Cafetra.

Available Lyrics

Aurora

Quando olhas pa mim é tipo aurora beam
Shotty senta aqui, fica ao pé de mim
Não tens que fumar, ninguém fuma comó mini
Low key soft boy, para dar miminho à lady
Baby escuta aqui, chega o teu ouvido
Acabámos os dois sozinhos, tamos os dois fodidos
Já sabes o que acontece, não finjas que não
Baby, tomo a lead, começa a dança do bailão
Mini sar no mike, tou sempre a rappar
Minha weed é nice, ‘té faz voar
Entra no meu quarto, tira os teus sapatos
A cama é o espaço, hoje dormimos acordados
Baby, pega sente, coração ardente
Damos mais um pente, hoje a noite a quente
Baby, pega sente damos mais um pente,
Coração ardente, hoje a noite a quente
E eu sou só o mini, lost boy da Liza City
Mas faço acontecer para as ladies e pros budies
Nós somos a party, agora tamos baldy
Noite crazy, cada dama com o seu papi
Com o seu papi
Só o Mino é que tá lonely
Mas tass bem, tass happy
Só eu sei o que vivi.... Ya!
Mini sar, sar, sar, mini sar, sar
Mini sar, mini sar, mini sar, sar
Mini mini, sar, sar, sar mini, sar
Mini, mini, mini sar, mini, sar
Mini, Mini
Mini, Mini, ya
Mini Sar
Onde vais Mini Sar
Mini sar no mic, tou sempre a rappar
Talhas, filtros, trago weed no casaco
Hoje tenho guita, gasto tudo na noite
A sentir a leta, ela da me coito
Mini, Mini
Mini, Mini, ya
Mini Sar
Onde vais Mini Sar
Mini sar no mic, tou sempre a rappar
Talhas, filtros, trago weed no casaco
Hoje tenho guita, gasto tudo na noite
A sentir a leta, ela da me coito

Cama Fria

Lembro-me quando tavas lá frente
A dizer que me querias todos os dias
Agora sei que a cama fria
Queima pele deixa em ferida
Eu tenho tado à noite sozinho
A ver o meu reflexo no vidro
Acordo com as ações do passado
Porque não sei se são as que eu devia ter tido
Não consigo dormir, tenho arrepios
Passo-me por água, vou a cozinha pa fumar na sala na sala
O meu lugar lugar de conforto tornou se uma jaula
Pedem pa ter calma, mas’eu vendi a alma
Deram ma lição, mas eu baldei me áula
Queriam qu’eu ficasse, mas já fiz a mala
Dei o halla, nas calmas,
Pela calada fiz me a estrada
Olhei para trás e para o céu
Em busca minha estrela d’Alva
Arrependimento, no corpo e na cara
Sinto o vazio, na cama e na sala
Eu sinto o ódio por que não dizeres nada
Odeio-me ainda mais deste que tu deste o baza
És vazia mas és linda
Rainha da Antártida
Deixaste me no frio
Oh, ou-tra vez, Oh, ou-tra vez
Tou ajoelhado a teus pés
Baby vou morrer, mas tu não vês
Tá escuro demais pró gelo derreter
Lembro-me quando tavas la frente a dizer-me
Que me querias todos os dias, agora sei que a cama fria
Queima pele deixa em ferida, já ardi e só sou cinza
Navego na neblina, dei tudo e o que não tinha
Silêncio continua
Quebra me o espírito
Será que Consegues ouvir
O que eu oiço à noite
Vem pra casa, ficao meu lado
Só quero outra vez, ser infeliz contigo
Tenho a cama fria... (infeliz contigo)
Tenho a cama fria... (infeliz contigo)
Tenho a cama fria... (infeliz contigo)
Tenho a cama fria... (infeliz contigo)
Fira vazia, não tinha o que queria
Achei por um dia que serias a minha
Pa morte e pa vida, na paz e na guerra

No céu ou na Terra, no bom e na merda
Arrependimento, no corpo e na cara
Sinto o vazio, na cama e na sala
Eu sinto o ódio por que não dizes nada
Odeio me ainda mais deste que tu deste o baza
Vazia mas és linda
Rainha da Antártida
Deixaste me no frio
Oh, ou-tra vez, Oh, ou-tra vez
Tou ajoelhado a teus pés
Baby vou morrer, mas tu não vês
Tá escuro demais pró gelo derreter
Oh, oh, tra vez
Tou ajoelhado a teus pés
Baby vou morrer, mas tu não vês
Tá escuro demais
Para o gelo derreter
Silêncio continua
Quebra me o espírito
Será que Consegues ouvir
O que eu oiço à noite
Vem pra casa, fica ao meu lado
Só quero outra vez, ser infeliz contigo

Ser o Mini

Shory, ondé que tu andas?
Baby tás tão longe…..
É melhor, yah….
É melhor, yah…
(Bis)

Shory, eu não esqueci
À noite não consigo dormir,
Não dá para tar no meu crib,
Sempre odiei tar na street
Tou solo com os meus beats (Ey!)
Evaporo no fumo das weeds (Hey!)
O reflexo da luz do screen (yeah!)
Mais uma noite em que tou sózinho
Shory, eu não paro, eu sigo o caminho
Só digo queu faço, eu juro não minto
Desde puto que faço a minha vida sózinho,
Bué palavras de amor, nada conta no fim
Tou com os meus tropas, à procura da win
Sou capitão, chama-me Luffy
Não são raras as vezes que eu já perdi, (Boby Raps!)
quem diria que é tão bom, ser Mini
Preciso de mais weed e mais biches,
Sem ring e sem chain, já tou letas,
Mini, responde não mintas
Que é feito do Riscas e da Pintas?
Passados Pesados, Futuros Furtados
Corações Quebrados por novos mercados
Paixões de Amor, de Sonhos falhados,
Afinal continua depois de acabado
Quem é o melhor naquilo que eu faço?
Quem é o tropa com os tropas mais pesados?
Comé que ignoras o melhor do mercado?
Coméque me deixas foder este gado?
Coméque me deixas foder este Gaaaado!?
Coméque me deixas à solta no baairro?!
Coméque me deixas tão à vontade!?
Coméque não me deixas tar ao teu láaado!?

Ya, Ya Bitch

Ela disse “Pensa em mim quando te sentires sozinho
Não vou tar aí, mas vou tar aqui, a pensar em ti meu querido” (ya,ya ya...)
Tá fechado, tá ligado, tou a acenar com.cara de parvo
Prefiro ficar calado a voltar a falar a verdade
Ya, ya bitch
Ya, ya bitch
Desaparece mas vais gostar de mim pa sempre
Ya, ya bitch
Ya, ya bitch
Comigo não fala mas já fal’ós meus amigos

Tou com os meus putos ma’ não falta pra irem embora
Mais uma noite, lobo solitário à solta com moca
Tá tanta gente aqui que eu não conhecia no Passado
A culpa é só de mim, devia tar aqui antes de teres bazado
Ya, ya bitch
Ya, ya bitch
Já nem levo phone quando vou solo na trip
Ya, ya bitch
Ya, ya bitch
Tanta story pela story do IG
Às vezes o que penso não faz bem bem ao pensamento
Tou a tentar mudar mas tou a mudar lentamente
Já nem sinto o chão, bafo mais um canhão
Lágrimas são em vão, manda me pó caixão
Ela não tem noção, a nova também não
Olho pro phone, tenho uma call, ecrã desfocado não vejo pão
Tou na party tou alone, tou em altas com a stone
Tira me do chão, põe me no céu
Promessas fake a mim não fazem efeito
Ela diz que me ajuda ao acabar depois de tudo o que eu lhe dei
Tass bem, joga feio, sem Lei, nem respeito

Tass bem, joga feio, sem Lei, nem respeito
Ya, ya, bitch
Ya, ya, bitch
Depois de tudo pede pa não esquecer
Ya, ya bitch,
Ya, ya bitch,
Não esquecer quisto tudo foi uma shit

Focado

Focado, sozinho Fumado no quarto
No escuro preparo o ataque, eu tou cansado, mas eu não paro
Dou um bafo, chilado sentado no parque
Sozinho perdido no rasto, note no phone mas hoje eu não abro
Tou com os meus tropas na toca com jolas
Até ao dia em que morro
Eles acham que tou a brincar
Eu tou a tentar salvar o meu povo
Grito socorro, peço a Deus ajuda
Salva mos bons, qu’isto é só filhos da puta
Tamos na rua,
Pessoas com frio e não há quem os acuda
Eu sou o bobo, que rejeitou o trono
A casa, a família e o gold
Acham me tolo por ter o sonho
C’um dia o sol brilha pa todos
Mas s’eu só vim, pa cona e pelim
Dá me já um tiro nos cornos
Porque eu já vi por onde passei
Que os palácios crescem por cima de corpos
Focado Fumado no quarte
No escuro preparo o ataque
Chilado sentado no parque
Sozinho perdido no rasto
Focado Fumado no Quarto
No escuro preparo o ataque
Chilado no parke, eu tou cansado
Mas eu não paro
Afastado
Não me exponho à toa
Acabo mal julgado
Sempre que dou a mão querem me tirar o braço
Bocas podres falam nem sabem a missa à metade
Sem vontade
Acham que tou sentado à espera co dia passe
Quem me quer apontar os erros do meu passado
Ja tou habituado desde a primeira classe
Eu sou só eu e é isso que tá na base
Chuva ou Sol, eu tou aqui pós meus putos
Pás sistas e pa fam, eu ponho me no fundo
Eu só queria dar tudo a todos
Mas enquanto não mudo o mundo eu tou
Focado fumado no quarto
No escuro preparo o ataque
Chilado sentado no parque
Sozinho perdido no rasto
Focado trancado no quarto
No escuro eu dou mais um bafo
Sozinho preparo o ataque
Eu tou cansado